sexta-feira, 14 de junho de 2013

PGT - Dez milhões de crianças estão no trabalho doméstico

Procurador-geral do Trabalho, Luís Camargo, participa do Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, em Genebra

No Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgou relatório sobre práticas abusivas. Cerca de 10,5 milhões de crianças em todo o mundo trabalham como domésticos em casas de outras famílias. São condições perigosas e, em alguns casos, de escravidão contemporânea. As informações estão no relatório o Erradicar o trabalho infantil no trabalho doméstico e foram divulgadas hoje, em Genebra, na Suíça, durante a Conferência de 2013 da OIT.

Do total de crianças trabalhadoras, 6,5 milhões têm entre 5 e 15 anos e mais de 71% são do sexo feminino.

Segundo o relatório, estas crianças fazem tarefas como limpar, passar e cozinhar. Elas também são responsáveis por cuidar de jardins, pela coleta de água e pelo cuidado de outras crianças e de idosos.

Vulneráveis à violência física, psicológica e sexual, e expostas a condições abusivas, elas correm riscos de acabar sendo exploradas sexualmente com fins comerciais.

No Brasil, quase 260 mil crianças estão nesta situação. O procurador-geral do Trabalho, Luís Camargo, participou hoje (12), em Genebra, do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. Para ele, a realidade vivida por estas crianças é absurda. “Não é possível conviver com número tão assustador. Por isso, o Ministério Público do Trabalho continuará contribuindo decisivamente para erradicar o trabalho infantil no Brasil e a dar exemplo para todo o mundo.”

Fonte: Procuradoria Geral do Trabalho



Nenhum comentário:

Postar um comentário